Melhorando a Educação de Infância na Guiné-Bissau: numa dinâmica de formação, supervisão e avaliação

Gabriela Portugal, Ana Paula Aveleira

Resumo


Este artigo assume-se como uma reflexão sobre um projecto visando a melhoria da educação de infância num país africano, Guiné-Bissau, um dos países mais pobres do mundo, onde não existe formação em educação de infância e onde os educadores lidam diariamente com várias e continuadas dificuldades. Apoiar um grupo de educadores guineenses na melhoria das suas práticas, focalizando-se as orientações curriculares que implicam no bem-estar da criança, estimulando a reflexão sobre as suas iniciativas, valorizando o trabalho de equipa e a cultura das comunidades servidas pelo jardim de infância revelou-se uma tarefa desafiadora, difícil, mas frutífera. Estes educadores inovaram, experienciaram sentimentos de entusiasmo e orgulho nas suas práticas, sentiram-se mais capazes. Contudo, sustentar o dinamismo e a estrutura funcional criada no contexto do projecto pressupõe um ambiente capacitante e encorajador. Isso implica vontade e empenho político.

Texto completo:

PDF


Direitos autorais