Um estudo sobre os estados morais em Kohlberg

Elisabeth Caldeira Villela, Tania Regina Raitz

Resumo


Este artigo tem como preocupação discutir os estados morais em Kohlberg para compreendermos as questões relacionadas ao desenvolvimento da consciência democrática. No mundo em que, muitas vezes, negam-se valores ou estes se limitam ao aspecto individual desde a ética relativista, convém identificarmos como o raciocínio mental opera frente aos desafios e dilemas enfrentados no cotidiano para entender: como a construção pessoal da consciência democrática oportuniza o rendimento produtivo do sujeito trabalhador, a capacidade de tomar decisões, de resolver problemas complexos e de fazer frente às situações imprevistas, no âmbito da cotidianeidade. Neste sentido, a perspectiva social neste estudo considerará os níveis da seguinte forma: nível pré-convencional que tem interesse na aprovação social; o nível convencional preocupado com a lealdade às pessoas, grupos e autoridades; nível pós-convencional pelo bem estar de outros e da sociedade. Um valor básico, tanto em nível convencional como pós-convencional é a confiança.

Texto completo:

PDF


Direitos autorais