Educação geográfica e a consciência espacial cidadã

Valdir Nogueira, Sônia M. M. Carneiro

Resumo


O artigo afirma a finalidade da Geografia escolar hodierna, desde o nível fundamental, como formação da consciência espacial-cidadã, em vista de interações criteriosas dos sujeitos com e na Terra. A leitura de mundo e, pois, do espaço geográfico, põe-se em perspectiva sistêmico-complexa – tendo em conta as múltiplas relações das dinâmicas espaciais, enquanto construções sócio-histórico-culturais. Autores que vêm fazendo a crítica da educação geográfica na escola, como Callai, Cavalcanti, Kaercher, Pontuschka, Straforini e Vesentini, fundamentam novas posições de docentes e alunos frente ao conhecimento e aos processos de ensinar e aprender Geografia no século XXI. Segundo uma proposição básica de P. Freire, trata-se do desenvolvimento de uma consciência crítica para a transformação social, mediante a temporalização dos espaços geográficos e o fazer criativo da História.

Texto completo:

PDF


Direitos autorais