Novos murmúrios sobre as metodologias de pesquisa coim crianças pequenas: desafios e rupturas

Elaine de Paula

Resumo


Este texto originou-se em uma investigação que teve como motivação central procurar compreender as práticas educativas desenvolvidas em uma instituição de educação infantil pública de Florianópolis. Um grupo de 20 crianças entre três e quatro anos de idade foram sujeitos da pesquisa. A análise recorta dessas práticas as relações estabelecidas entre os adultos e as crianças no interior da instituição, especialmente aquelas situações marcadas pelos adultos como sendo de “transgressão” por parte das crianças. Destaco aqui o percurso metodológico do trabalho com o objetivo de registrar as possibilidades de pesquisa com as crianças que levem em conta sua condição de sujeitos sociais plenos. As relações entre as crianças (pares) revelaram um certo grau de cumplicidade na formulação de estratégias pelas quais buscavam “burlar” algumas das regras. Tais observações constituem um alerta e uma orientação para aqueles que pretendem construir uma pedagogia que transite da regulação para a emancipação.

Texto completo:

PDF


Direitos autorais