A emergência da prevenção do uso de drogas na Educação

Tiago Magalhães Ribeiro

Resumo


Este artigo constitui um estudo sobre os modos pelos quais a idéia de prevenção ao uso de drogas tornou-se uma questão para o campo da Educação. Pretende-se trazer elementos a uma compreensão acerca de como uma determinada forma de pensar a respeito do uso ilícito de certas substâncias psicoativas se constituiu e encontrou na educação um modo privilegiado de efetivar-se. Para tal, toma-se por objeto de estudo os anais do “Fórum de Debates Sobre o Uso e o Tráfi co de Substâncias Tóxicas ou que Causam Dependência Física ou Psíquica”, evento realizado na Cidade de Porto Alegre no ano de 1970 e que constitui um marco no Brasil devido a seu caráter de ineditismo e pioneirismo. Com inspiração nas teorizações de Michel Foucault, esse artigo pretende investigar, a partir da análise dos anais do referido fórum, as relações entre a emergência da prevenção do uso de drogas pela via educacional e uma trama de poderes diversos que, entendidos aqui como circulando na ordem da governamentalidade, operam no sentido de gerir comportamentos de modo econômico e seguro.

Texto completo:

PDF


Direitos autorais