O disléxico como sujeito do processo ensino-aprendizagem

Elizete Cristina de Souza

Resumo


Este artigo procura apresentar idéias acerca da complexidade do processo ensinoaprendizagem, em que o sujeito seja disléxico. A dislexia, dessa forma, está vinculada ao entendimento do ser humano, o que envolve indagações sobre quem somos; como se processa a memória e, conseqüentemente, o pensamento/linguagem; como aprendemos e do porquê das difi culdades no processo individual de aprendizado, o que representa um dos desafi os deste século. Os operadores cognitivos são utilizados, no texto, para realçar o que propomos para aprimorar o processo de aprendizagem. Por meio deles, visamos a uma política pública de inclusão e de respeito às diferenças individuais dos disléxicos. Recomenda-se, assim, mudança na formação inicial em que se propiciem momentos de refl exão dos futuros docentes para viabilidade de currículos mais fl exíveis e de práticas inovadoras que atendam às necessidades dos estudantes disléxicos.

Texto completo:

PDF


Direitos autorais