RACIONALIDADE JURÍDICA E ESTADO DEMOCRÁTICO DE DIREITO: REFLEXÕES SOBRE A DECISÃO JURÍDICA A PARTIR DE MAX WEBER

Adalberto Narciso Hommerding, Francisco José Borges Motta

Resumo


Este artigo visa a examinar a racionalidade da decisão jurídica, nos quadros de um Estado Democrático de Direito, a partir de uma releitura da obra de Max Weber. A validade/legitimidade do direito, em Weber, reside não apenas no reconhecimento, mas na possibilidade de coerção. Já em Democracias Constitucionais a validade passa a ser uma validade qualificada, pois a norma jurídica, seja ela no sentido de texto legal ou como produto da interpretação judicial, deve estar em conformidade com o conteúdo material da Constituição. Pretende-se situar, analiticamente, os impactos desta transformação na discussão weberiana a respeito das racionalidades da ação social, ora orientadas a valores, ora a fins. Para tanto, será estabelecido um diálogo, num primeiro momento, com o pensamento de Luigi Ferrajoli sobre a validade do Direito; e, num segundo, com o de Ronald Dworkin, que concebe a decisão judicial como uma ação gerada por princípios.


Palavras-chave


Max Weber; Decisão judicial; Ação social; Racionalidade jurídica; Estado Democrático de Direito

Texto completo:

PDF

Referências


AMORIM, Aluízio Batista. Elementos de sociologia do direito em Max Weber. Florianópolis: Insular, 2001.

ARNAUD, André-Jean; FARIÑAS DULCE, María José. Introdução à análise sociológica dos sistemas jurídicos. Tradução do francês por Eduardo Pellew Wilson. Rio de Janeiro: Renovar, 2000.

ARRUDA JR. Edmundo Lima de. Weber e Marx, antípodas? Fragmentos para pensar o direito. In: ARRUDA JR. Edmundo Lima de (Org.). Max Weber: direito e modernidade. Florianópolis: Letras Contemporâneas, 1996.

BOBBIO, Norberto. O positivismo jurídico: lições de filosofia do direito. Tradução e notas de Márcio Pugliesi, Edson Bini, Carlos E. Rodrigues. São Paulo: Ícone, 1995.

BOBBIO, Norberto. Teoria do ordenamento jurídico. Tradução de Maria Celeste Cordeiro Leite dos Santos. 10. ed. Brasília: Universidade de Brasília, 1999.

CADEMARTORI, Sérgio. Estado de direito e legitimidade: uma abordagem garantista. Porto Alegre: Livraria do Advogado, 1999.

CARVALHO NETTO, Menelick de; SCOTTI, Guilherme. Os direitos fundamentais e a (in)certeza do direito: a produtividade das tensões principiológicas e a superação do sistema de regras. Prefácio de Vera Karam de Chueiri. 1. reimp. Belo Horizonte: Fórum, 2012.

COHN, Gabriel. Introdução. In: COHN, Gabriel (Org.). Weber. 7. ed. 5. impressão. São Paulo: Ática, 2003.

DWORKIN, Ronald. Justice for Hedgehogs. Cambridge, Massachusetts, London: The Belknap Press of Harvard University Press, 2011.

DWORKIN, Ronald. Levando os direitos a sério. Tradução e notas de Nelson Boeira. São Paulo: Martins Fontes, 2002.

DWORKIN, Ronald. O direito da liberdade: a leitura moral da constituição norte-americana. Tradução de Marcelo Brandão Cipolla; revisão técnica de Alberto Alonso Muñoz. São Paulo: Martins Fontes, 2006.

DWORKIN, Ronald. Uma questão de princípio. Tradução Luís Carlos Borges. São Paulo: Martins Fontes, 2000.

ESSER, Josef. Principio y norma en la elaboración jurisprudencial del derecho privado. Traducción del alemã por Eduardo Valentí Fiol. Barcelona: Bosch, 1961.

FERRAJOLI, Luigi. O direito como sistema de garantias. In: OLIVEIRA JÚNIOR, José Alcebíades de (org.). O novo em direito e política. Porto Alegre: Livraria do Advogado, 1997.

FREUND, Julien. Sociologia de Max Weber. Trad. Luiz Cláudio de Castro e Costa. 4. ed. Rio de Janeiro: Forense-Universitária, 1987.

HART, H. L. A. O conceito de direito. Tradução de A. Ribeiro Mendes. 3. ed. Lisboa: Fundação Calouste Gulbenkian, 2001.

HOMMERDING, Adalberto Narciso. Fundamentos para uma Compreensão Hermenêutica do Processo Civil. Porto Alegre: Livraria do Advogado, 2007.

JUNQUEIRA, Elaine B. A sociologia do direito no Brasil: introdução ao debate atual. Rio de Janeiro: Lumen Juris, 1993.

KELSEN, Hans. Teoria pura do direito. Tradução de João Baptista Machado. 6. ed. São Paulo, 1998.

MATTOS, Patrícia Castro. As visões de Weber e Habermas sobre direito e política. Porto Alegre: Fabris, 2002.

MOTTA, Francisco José Borges. Levando o Direito a Sério: uma crítica hermenêutica ao protagonismo judicial. 2. ed. rev. e ampl. Porto Alegre: Livraria do Advogado, 2012.

MOTTA, Francisco José Borges. Ronald Dworkin e a decisão jurídica. Salvador: Juspodivm, 2017.

OLIVEIRA, Luciano. Manual de sociologia jurídica. Petrópolis: Vozes, 2015.

OLIVEIRA, Rafael Tomaz de. Decisão judicial e o conceito de princípio: a hermenêutica e a (in)determinação do direito. Porto Alegre: Livraria do Advogado, 2008.

PARSONS, Talcott. A estrutura da ação social: um estudo de Teoria Social com especial referência a um grupo de autores europeus recentes, vol. II: Weber. Tradução de Raquel Weiss. Petrópolis, RJ: Vozes, 2010 (Coleção Sociologia).

RICOEUR, Paul. O justo 2: justiça e verdade e outros estudos. Tradução Ivone C. Benedetti. São Paulo: WMF Martins Fontes, 2008.

ROJO, Raúl Enrique; AZEVEDO, Rodrigo Ghiringhelli de. Sociedade, direito, justiça. Relações conflituosas, relações harmoniosas? In: Sociologias, Porto Alegre, ano 7, nº 13, jan/jun 2005, p. 16-34.

SAINT-PIERRE, Héctor L. Max Weber: entre a paixão e a razão. 3. ed. Campinas, SP: Editora da Unicamp, 1999 (Coleção Repertórios).

SORIANO, Ramón. Sociología del derecho. 3. impresión. Barcelona: Ariel, 2011.

SOTELO, Ignacio. De la sociología de la crisis a la crisis de la sociología. XVIII Conferencias Aranguren. In: Isegoría. Revista de Filosofía Moral y Política. Nº 42, enero-junio, 2010, 9-30. ISSN: 1130-2097.

WEBER, Max. A ética protestante e o espírito do capitalismo. Tradução de M. Irene de Q. F. Szmrecsányi, Tamás J. M. K. Szmrecsánvi. 15. ed. São Paulo: Pioneira, 2000.

WEBER, Max. Economia e sociedade: fundamentos da sociologia compreensiva. 3. ed. v. I. Tradução de Regis Barbosa e Karen Elsabe Barbosa; Revisão técnica de Gabriel Cohn. Brasília, DF: Universidade de Brasília, 2000.

WEBER, Max. Economia e sociedade: fundamentos da sociologia compreensiva. v. II. Tradução de Regis Barbosa e Karen Elsabe Barbosa; Revisão técnica de Gabriel Cohn. Brasília, DF: Universidade de Brasília, 1999.

WEBER, Max. Escritos políticos. Editado por Peter Lassman, Ronald Speirs; tradução Regis Barbosa, Karen Elsabe Barbosa. 1. ed. São Paulo: WMF Martins Fontes, 2014 (Clássicos Cambridge).




DOI: http://dx.doi.org/10.14210/rdp.v13n1.p244-275

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2018 Revista Eletrônica Direito e Política