NEOLIBERALISMO E SOLIDARIEDADE: BREVES APONTAMENTOS DA TEORIA CRÍTICA DO DIREITO

Alexandre Nogueira Pereira Neto

Resumo


O presente trabalho tem como proposta geral analisar, dialeticamente, a política econômica neoliberal e o objetivo fundamental da solidariedade, consubstanciado no artigo 3º, I, da Constituição da República Federativa do Brasil, de 1988, à luz da perspectiva da teoria crítica do direito. Em um primeiro momento, desenvolvem-se conceitos e características do neoliberalismo e seus efeitos no espaço social da política econômica brasileira. Posteriormente, analisa-se o fundamento constitucional da solidariedade e avaliam-se seus reflexos práticos, tendo em vista os impactos que esse fundamento sofre diante da interferência da economia neoliberal nas suas tentativas de consolidação. Por último, coteja-se a política econômica neoliberalizante com o fundamento da solidariedade sob o viés da teoria crítica do direito, com o fito de investigar a (im)possibilidade de convivência desses dois elementos quando estão presentes em um mesmo ambiente social.


Palavras-chave


Neoliberalismo; Solidariedade; Teoria crítica do direito.

Texto completo:

PDF

Referências


AGUIAR, Roberto A. R. de. Direito, poder e opressão. São Paulo: Alfa-Omega, 1984.

BRASIL. Constituição da República Federativa do Brasil de 5 de outubro de 1988. Disponível em: . Acesso em: 31 out. 2018.

CARVALHO, Amilton Bueno de; CARVALHO, Salo. Aplicação da pena e garantismo. 2 ed. Porto Alegre: Lumen Juris, 1998.

CHOMSKY, Noam. O lucro ou as pessoas. Seven Stories Press: NY, 1999.

COMPARATO, Fábio Konder. Ética: direito, moral e religião no mundo moderno. 3 ed. São Paulo: Companhia das Letras, 2016.

CORREAS, Óscar. Crítica da ideologia jurídica: ensaio sócio-semiológico. Porto Alegre: Sérgio Antônio Fabris Editor, 1995.

COSTA, Alexandre Araujo. Introdução ao Direito: uma perspectiva zetética das ciências jurídicas. Porto Alegre: Sergio Antonio Fabri, 2001.

DALLARI, Dalmo de Abreu. Elementos de teoria geral do estado. 27 ed. São Paulo: Saraiva, 2007.

DARDOT, Pierre; LAVAL, Christian. A nova razão do mundo: ensaios sobre a sociedade neoliberal. 1 ed. São Paulo: Boitempo, 2016.

HARVEY, David. Breve historia del Neoliberalismo. España: Akal, 2015.

HOUAISS, Antônio. Dicionário Houaiss da Língua Portuguesa. Rio de Janeiro: Ed. Objetiva, 2009.

LLEDÓ, Juan A. Pérez. Teorías críticas del Derecho. Em: Garzón Valdéz, Ernesto et alii. El derecho y la justicia. Madrid: Consejo Superior de Investigaciones Científicas, Boletín Oficial del Estado e Editorial Trotta, 1996.

LYRA FILHO, Roberto. O que é direito. São Paulo: Nova Cultural, 1985.

MASCARO, Alysson Leandro. Estado e forma política. São Paulo: Boitempo, 2013.

MORAIS, José Luiz Bolzan de; MASSAÚ, Guilherme Camargo. A solidariedade como elemento constitutivo da res pública. Pensar, Fortaleza, v. 16, n. 1, p. 151-177, jan./jun. 2011.

VALIM, Rafael. Estado de Exceção: a forma jurídica do neoliberalismo. São Paulo: Contracorrente, 2017.

WARAT, Luis Alberto. A pureza do poder. Florianópolis: Ed. UFSC, 1983.

WOLKMER, Antônio Carlos. Introdução ao pensamento jurídico crítico. 4 ed. São Paulo: Saraiva, 2002.




DOI: http://dx.doi.org/10.14210/rdp.v14n2.p121-142

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2019 Revista Eletrônica Direito e Política