AUTOMAÇÃO - DESENVOLVIMENTO ECONÔMICO - SUSTENTABILIDADE E TRANSNACIONALIDADE

Bartira Soldera Dias, Célio Simão Martignago

Resumo


Através deste trabalho far-se-á uma abordagem sobre um dos fatores advindos com a revolução industrial que foi a automação. Conceituando a automação e suas consequências. A automação é um fenômeno pós-revolução industrial. O fator preponderante é que as leis trabalhistas brasileiras, são rígidas e protecionistas, como adequar novas tecnologias ? Com a adequação, surgem possibilidades de serem flexibilizadas normas trabalhistas. Com o advento da
Constituição Federal, normas foram flexibilizadas. A automação é um fenômeno que vai além das fronteiras do Brasil. A produção em série é transnacional.Esse fenômeno atinge os direitos humanos. Considerando que o direito ao
trabalho, é um dos direitos humanos protegido pela Constituição Brasileira, art. 4º,II, “ prevalência dos direitos humanos “. Desta forma surgem diversas situações a serem ponderadas dentre elas se destacam a proteção ao trabalhador, a sustentabilidade e a flexibilidade das normas e desenvolvimento sustentável e as consequências transnacionais, e os direitos humanos.

 


Palavras-chave


Automação; Flexibilização; Desenvolvimento Sustentável; Transnacionalidade.

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.14210/rdp.v7n3.p1652-1678

Apontamentos

  • Não há apontamentos.