TÉCNICA E DOMÍNIO: O HOMEM SOB O ESTADO TOTALITÁRIO E A CRÍTICA MARCUSEANA

Roberto Bueno

Resumo


O objeto deste artigo é realizar a atualização das múltiplas formas de exercício da pressão totalitária sobre os indivíduos. A interpretação deste tema no âmbito do nacional-socialismo pela filosofia marcuseana pode ser útil para invalidar os sofisticados discursos técnico-políticos contemporâneos. Sugerimos que a
consecução do objetivo deste artigo encontra uma de suas possibilidades por intermédio da análise do impacto da técnica no exercício do domínio e de sua agudização na forma do Estado totalitário.

 


Palavras-chave


Tecnologia; domínio; ser humano; Marcuse; Estado totalitário.

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.14210/rdp.v7n3.p2518-2545

Apontamentos

  • Não há apontamentos.