A PERSPECTIVA BIOPOLÍTICA DE AGAMBEN: ALGUNS CONCEITOS PARA SE (RE)PENSAR O DIREITO ATUAL

Helder Félix Pereira de Souza

Resumo


O tema central deste artigo é expor algumas ideias sobre a biopolítica de Agamben, considerando os conceitos de poder soberano, estado de exceção, vida nua, homo sacer e o campo como paradigma biopolítico atual. Para isso, serão percorridos, de maneira breve, alguns autores como Michel Foucault, Hannah Arendt, Carl Schmitt e Walter Benjamin, que influenciaram o autor italiano na elaboração de suas concepções filosóficas e políticas. Possibilitando assim, a utilização dessas noções agambenianas como instrumentos para (re)pensar criticamente o Direito atual, sobretudo o discurso dos Direitos Humanos e Fundamentais que flertam paradoxalmente com o paradigma da biopolítica contemporânea.


Palavras-chave


Biopolítica; Agamben; Direitos.

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.14210/rdp.v9n1.p407-430

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais