A TEORIA TRIDIMENSIONAL DO DIREITO DE MIGUEL REALE1 E A POLÍTICA JURÍDICA

Gustavo Rafael Menegazzi, Maria da Graça dos Santos Dias

Resumo


O presente  artigo trata da  Teoria Tridimensional do  Direito de  Miguel Reale  e sua correlação  com   os  propósitos  da  Política  Jurídica.  Avalia-se  o  desenvolvimento histórico das concepções de Direito, partindo-se do posicionamento de Hans Kelsen até a compreensão da Teoria Tridimensional de Miguel Reale. Passa-se a uma análise  mais   aprofundada     da   teoria  de   Reale,  com   destaque   para  seus   elementos primordiais, fato valor e norma, e para os dois fatores secundários, mas relevantes e interferentes,    cronologia   e   poder,   além    de   aspectos    como    a   dialética   da complementaridade. Em  relação à Política  Jurídica,  busca-se uma  análise  de seus objetivos, como doutrina que defende a contínua e permanente submissão do Direito à legitimação social, acompanhando a evolução do pensamento da Sociedade, com seus  anseios  e  aspirações, capazes  de  interferir na  interpretação e  aplicação da norma jurídica. Por fim, constata-se a adequação da Teoria Tridimensional do Direito de  Miguel   Reale  aos  propósitos  da  Política  Jurídica,  ante  a  defesa,  pelos   dois pensamentos jurídicos, da necessidade de constante análise  da norma para apurar sua legitimidade – legitimação social.

Palavras-chave


Positivismo Jurídico. Culturalismo. Teoria Tridimensional. Política Jurídica.

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.14210/rdp.v3n2.p239-249

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2015 Revista Direito e Política