PAÍSES EM DESENVOLVIMENTO E A INCLUSÃO NO COMÉRCIO INTERNACIONAL ATRAVÉS DA UNCTAD

Joana Stelzer, Jorge Hector Morella Junior

Resumo


A   Conferência   das   Nações    Unidas    para   o   Comércio   e   o   Desenvolvimento (UNCTAD)    surgiu   como     uma     alternativa    para    ajudar    países     de    Menor Desenvolvimento  Tecnológico  a  se  incluir  de  maneira  efetiva  nas   relações  do comércio    internacional.   A    cooperação  entre    países     em    desenvolvimento (comércio  Sul-Sul)  emergiu  como   um  importante  resultado  da  XI  Reunião  da UNCTAD.  Esse organismo  internacional tem origem nas  adaptações  institucionais sofridas  pela  Organização das  Nações  Unidas  (ONU) para enfrentar o  desafio do desenvolvimento  dos  países  pobres e objetiva  criar  alternativas estratégicas  que amenizem a pobreza e  marginalização  comercial desses  Estados.  Em  que  pese  a necessidade  de  continuar  promovendo o  intercâmbio  de  bens  com   as  nações  ricas, uma  vez  que  representam  o  maior volume  de  transações,  percebe-se um  incremento  significativo  nas   trocas   comerciais  entre  os   países   considerados periféricos.  Do  ponto de  vista metodológico,  a pesquisa foi qualitativa,  servindo- se  dos  meios  de  investigação  bibliográficos  e  documentais,  de  acordo  com   o método de abordagem indutivo.

Palavras-chave


UNCTAD. Comércio Internacional. Desenvolvimento.

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.14210/rdp.v3n2.p250-270

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2015 Revista Direito e Política