A EFICIÊNCIA NO SERVIÇO PÚBLICO E OS RISCOS DO VOLKLOSER RAUM: as lições de Auschwitz através dos estudos cruzados de Arendt e Agamben

Julio Cesar Marcellino Junior

Resumo


Este   artigo  trata  da   eficiência administrativa,  erigida  à   condição   de   princípio constitucional  através  da  Emenda  Constitucional  n. 019/98,  a partir do  conceito Volkloser   Raum    de   Giorgio  Agamben  -   quando  trata   dos    espaços    vazios pretendidos   por  Hitler  na   estruturação  dos   campos  de   concentração   -, e  da categoria responsabilidade de Hannah Arendt - que  propõe reflexão a respeito do velado  consentimento  e  apoio   que  é  prestado  a  modelos autoritários  vigentes através  da  alienação  e  da  falta de  pensamento  crítico. O  objetivo  é  traçar  um  paralelo entre as  experiências do  modelo do  campo de  concentração,  enquanto maquinaria sistêmica  de  morte, e  o  eficienticismo  neoliberal,  que  avança  com  voracidade  rumo  ao   Estado   e  ao  Direito,  instrumentalizando  a  sonegação  de Direitos Fundamentais.

Palavras-chave


Eficiência; Eficiência Administrativa; Direitos Humanos; Responsabilidade; Princípio Constitucional.

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.14210/rdp.v3n2.p291-304

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2015 Revista Direito e Política