Práticas de sustentabilidade adotadas nos empreendimentos hoteleiros construídos no âmbito dos Jogos Olímpicos Rio 2016

Deborah Moraes Zouain, Orlando Celso Longo, Kaarina Barbosa Virkki, Flora Thamíris Rodrigues Bittencourt

Resumo


Este artigo objetiva analisar as práticas de sustentabilidade adotadas nos empreendimentos hoteleiros construídos no contexto dos Jogos Olímpicos Rio 2016. Para tanto, como procedimentos metodológicos, realizou-se uma pesquisa de natureza qualitativa, de cunho exploratório e descritivo, com base no método de estudo de casos múltiplos, contemplando-se seis casos, sendo três pesquisas com empreendimentos hoteleiros construídos ou reformados para os Jogos Olímpicos Rio 2016 e três pesquisas em construtoras responsáveis pelas obras dos hotéis. Foram realizadas entrevistas semiestruturadas, tal como a técnica de coleta de dados. Os resultados apontam que a sustentabilidade é, parcialmente, integrada à estratégia de negócios, na maioria dos empreendimentos estudados, e que, atualmente, falta uma abordagem sistemática da sustentabilidade. No geral, o foco central nos hotéis está no desenvolvimento do desempenho comercial, em detrimento de algumas iniciativas fragmentadas de sustentabilidade socioambiental implementadas nos empreendimentos
hoteleiros.

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.14210/rtva.v22n2.p254-276

ISSN: 1983-7151

Tur., Visão e Ação

Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição 3.0 Brasil.