A Relação entre Religião e Estado: o jornal Do Dia e o golpe militar de 1964

Douglas Hinterholz Cauduro

Resumo


O artigo faz uma avaliação sobre o posicionamento do jornal católico de Porto Alegre, Do Dia, no golpe militar de 1964. De que maneira o impresso se utilizou da religião para garantir a adesão de seus leitores na proposta de retirada do presidente João Goulart do governo do Brasil. Para isso, o autor faz uma abordagem apontando a importância da religião na sociedade. Este trabalho vale-se da análise de conteúdo para desvendar a mensagem passada, na época, pelo jornal Do Dia à população da capital gaúcha. Ao final, pode-se notar uma campanha aberta pela deposição do presidente eleito, com o impresso se valendo do discurso religioso, e a tentativa do jornal de valorizar as Forças Armadas, através da ideologia cristã.


Palavras-chave


Ditadura militar; Jornalismo; Política

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.14210/vd.v17n02.p34-43