Crianças como fontes de informação: um desafio de inclusão para o jornalismo

Lidia Marôpo

Resumo


 Resumo

Com base em entrevistas com 21 jornalistas portugueses e brasileiros e tomando como referencial teórico as teorias do jornalismo e a sociologia da infância, este artigo discute a escassez da voz das crianças nas notícias. O estatuto minoritário das crianças na sociedade, as rotinas produtivas dos jornalismo e as prioridades comerciais dos media são alguns dos obstáculos para promover o ponto de vista infantil no discurso noticioso. Apontamos caminhos para promover esta participação com base no depoimento dos próprios entrevistados, nas boas práticas de alguns veículos de informação e nas sugestões de organizações de defesa dos direitos infantis.


Palavras-chave


jornalismo; fontes de informação; crianças

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.14210/vd.v14n02.p%25p